Surge o Gleemax!

A Wizards of the Coast anunciou ontem o lançamento do portal Gleemax, o primeiro passo concreto da empresa na chamada Digital Initiative. Segundo o release e a nota de boas vindas do portal, o Gleemax tem como base três pilares:

A comunidade de jogadores, através de uma rede de relacionamentos com páginas pessoais, blogs e ferramentas que dêem destaque aos jogos, como a possibilidade de publicar personagens de D&D, bandos de D&D Miniatures, decks de Magic, etc.

Jogos não somente da WotC como o Magic Online e Uncivilized: The Goblin Game, mas também de empresas parceiras que receberam o “selo de aprovação da Wizards”, como a Avalon Hill, comprada pela Hasbro.

Material editorial, principalmente artigos sobre os jogos e seu desenvolvimento. No futuro serão adicionados blogs de funcionários da WotC, com o objetivo de criar um canal efetivo de diálogo com os fãs.

Apesar de liderado por Randy Buehler, Vice Presidente de Jogos Digitais da WotC, o Gleemax tem como objetivo funcionar através de uma espécie de conselho editorial formado por destaques das mais diversas áreas de jogos de RPG e estratégia, além de três jogadores que terão a tarefa de representar os a comunidade de jogadores. O processo de seleção ocorrerá no próprio Gleemax e será nos moldes de um reality show de TV.

Finalmente o Gleemax será lançado em diversas fases, cada uma contendo novas ferramentas para a comunidade de jogadores. A primeira fase será demonstrada na GenCon em Agosto, e terá como principal atrativo as ferramentas de rede de relacionamentos e material editorial. Depois no segundo semestre de 2007 e no início do ano que vêm novas ferramentas serão adicionadas ao portal assim como novos jogos.


Essa foi minha tradução livre e muito resumida do release e nota de boas vindas do portal. Mas muitas outras informações interessantes foram encontras em uma entrevista em três partes feitas pelo ICV2 com
Randy Buehler. A primeira parte é totalmente focada em Magic, o que faz sentido, já que a comunidade do Magic Online deve ser incorporada ao Gleemax de uma forma ou de outra. Se o Giltônio animar de escrever algo sobre isso no blog dele eu colo aqui!

Na segunda parte da entrevista Buehler fala sobre o modelo de negócios do site, e revela que as ferramentas de relacionamento serão em sua maior parte gratuitas e subsidiadas através de propagandas. O Magic Online não deve sofrer modificações na forma como é vendido, e a sessão de jogos de estratégia terá uma taxa mensal para ser utilizado.

Outra informação interessante é sobre o D&D Online, licenciado primeiramente para a Atari e depois por esta para a Turbine. Buehler afirma que o MMORPG não será incorporado de nenhuma forma ao Gleemax ou a Digital Initiative da WotC. Porém revelou que as licenças da Dungeon e Dragon não foram revertidas para a empresa sem motivo, e que existem planos relacionados a estas marcas que ainda não podem ser revelados. E finaliza The story that we’re ready to tell at this stage is the story about Gleemax. The story about D&D is for another day.”

O Vice Presidente de Jogos Digitais da WotC também falou sobre o relacionamento entre o Gleemax, D&D e Magic. Segundo ele, em alguns meses as pessoas olharão para a WotC como detentora de três grandes marcas – Magic, D&D e Gleemax. Dessa forma o portal é um produto distinto, ainda que sirva de suporte para o jogador de Magic e D&D. Em suas palavras D&D will still have its own web presence, D&D will still do its own thing, but there will be a lot of cross references with Gleemax. We’ll be trying to drive Gleemax customers over to the D&D Website, and we’ll be trying to drive D&D players over to the Gleemax Website, but they’re not the same thing–they are distinct initiatives”. Ou seja, o Gleemax definitivamente não é o que a WotC planejou para o D&D na Digital Initiative, mas certamente serve como uma amostra e complemento do que virá.

A terceira e última parte da entrevista trata de questões mais específicas como a questão da necessidade de novos jogadores e como o Gleemax pode aumentar e fornecer suporte aos jogadores novatos, com ferramentas para localizar jogadores com interesses semelhantes por localização geográfica, e também da participação de outras empresas e lojas no portal, que poderão ter suas próprias lojas virtuais integradas ao Gleemax.

Comments are closed.