E mais novidades sobre a licença da 4ª edição

As novidades não param, ainda que elas sejam cada vez mais estranhas e negativas. Nos últimos dias uma infinidade de dúvidas sobre a compatibilidade das licenças e as restrições da nova GSL apareceram em fóruns e sites, e  funcionários da Wizards esclareceram algumas questões, ainda que muito permaneça nebuloso. O pessoal da ENWorld pra variar fez uma ótima compilação das declarações:

Linae Foster on not being able to use the GSL and the OGL in the same product:

Yes, that is what I was trying to convey.

We totally recognize that this mutual exclusivity will keep some publishers from joining us in 4E. That’s a business decision they need to make, and we respect that.

And then she goes on to rephrase that to make it clearer that this means not only can a single product not have both licenses in it, but that two different versions of the product (one for each license) can not exist either:

Publishers can put out a product under the OGL – OR – they can put out a product under a 4E GSL.

3.x or 4E

Not both.

One or t’other.

By “mutual exclusivity” I mean, different versions of the same product cannot occur at the same time.

And, in case that wasn’t clear enough, in response to the question “If you have a current 3e product released with the old license, and you wish to upgrade it to 4e, you can no longer sell the 3e version of the product, correct?”, she answers:

You, sir, are correct.

Scott Rouse on WotC’s desire for publishers to support 4E rather than 3.4E:

We have invested multiple 7 figures in the development of 4e so can you tell me why we would want publishers to support a system that we have moved away from?

This is not spite, malice or some evil scorched earth policy. Yes, we want people to make 4e books and stop making 3.x. Does that surprise you?

It won’t surprise me if the GSL is not for everyone. If M&M, C&C, Conan, or other OGL stand-alones are successful enough for those publishers to sustain their business more power to them. You’ll get to buy their books in the future. If not, then they can jump on our license and take advantage of some pretty good perks including getting to use the most valuable trademark in PnP RPGs on their products and gain access to our IP/PI.

There’s quite a bit of discussion revolving around the theory that a company as a whole may use either the OGL or the GSL, and that the restriction isn’t merely limited to a single product. The discussion has sprung from a post made by Clark Peterson of Necromancer Games. WotC has posted in that thread since, but has not explicitly confirmed or denied Clark’s view:

I believe, in fact, that it is even a bit more restrictive than people are seeing. It is not just that you cant mix the two licenses in one product. It is that if you use the GSL you cannot also use the OGL for 3E products.

In other words, publishers have to decide if they want to stay 3E or if they want to come along for the 4E ride.

It is not a product by product choice. It is a business by business choice. It is not “well, this product will be 4E using the GSL but the next one will be for 3E under the OGL.”

In other words, Necro cant do 3 books for 4E then decide to go back and do a 3E book.

Or, along the same lines, if Paizo wants to do Pathfinder 3E, it cant do 4E products. If it does, it can no longer do 3E ones.

I have, however, specifically clarified that Necro can do 4E and Paizo can keep doing 3E Pathfinder stuff and that is just fine.

Once you are in for 4E, you are in, and cant go back (well, you could but you would presumably lose the right to use the GSL from that point forward).

I have to clarify if I will be able to do 3E stats as seperate downloads for 4E books. My guess is that I will not be allowed to do that under the GSL. But I havent asked that direct question.

By the way, this info was from Wizards. Unless I am misunderstanding what they told me or they didnt understand my question, this is how it will be.

Scott Rouse responds to a messageboard poster’s comment “Unless I’m reading this thread wrong, I’m pretty sure that (AND I HOPE IM WRONG), if you accept the terms of the GSL, you’ll have to dump all your OGL stock” with the following…

That has not been said. From my personal perspective asking them to rewrite the history books and wipe out their catalog does not sit well with me.

He also says, separately:

The [old d20 STL] license ends in June 2008 so publishers will stop using it at that point. There will be a sell off period through the end of 2008 for publishers with stock in their warehouses. Product that is sold and sitting in a store or distributor is considered sold and fine. There will be no recall of product sitting in the channel.

The major downside is for publishers who have so much stock they can’t move it in six months. For those who that is the case I suspect they have larger problems.

PDF sellers will be asked to update their products within that six month time and remove the logo.

Ok, as coisas começaram a ficar estranhas com a proibição de lançar um produto simultaneamente para 3ª e 4ª edição. Assim se a Secular quisesse lançar uma versão do Advanced Character Guide: Arcane Archer para a 4ª edição, teria que tirar a antiga de circulação. Ok, isso é ruim. Para muitas editoras é realmente péssimo, já segundo os posts do fórum das editoras da RPGNow, muitas já estavam começando a adaptar seus maiores sucessos para a nova edição usando os pedaços de informações já disponíveis na internet.

Mas se escolher entre lançar um produto apenas para 3ª ou 4ª edição já era ruim, a possibilidade que esta decisão não seja apenas sobre cada produto, mas sim da editora, ou seja, que todos seus livros sejam através da nova GSL ou todos compatíveis com a velha licença trouxe um certo pânico tanto para jogadores, escritores e donos de editoras. Tanto é que o principal tópico da ENWorld sobre o assunto já tem mais de 26 (!!!) páginas em 4 dias de existência.

O problema é que essa escolha entre as duas licenças afeta não só quem está interessado em continuar lançando material da 3ª edição, e eventualmente lançar algo para a 4ª, como seria o caso da Paizo, mas também editoras que tenham sistemas de regras derivados do d20, como o Mutants & Masterminds, Iron Heroes, True 20 e muitos outros. Caso essa hipótese se comprove verdadeira, as editoras que lançam material para essas linhas teriam que escolher entre continuar dando suporte a elas, ou lançar material para a 4ª edição. Independentemente de qual caminho essas editoras escolham, imaginem quanto material excelente nunca será publicado por causa dessa cláusula bizarra da WotC…

Mas o mais estranho de tudo é que essa questão da escolha das editoras não surgiu de um funcionário da Wizards – e sim do Clark Peterson da Necromancer Games, uma das primeiras editoras a entrar no barco da 4ª edição. Desde que ele fez o post do início do tópico, tanto o Scott Rouse como a Linae Foster já responderam algumas outras questões no tópico, mas não desmentiram ou confirmaram a informação. É muito esquisito que esse tipo de informação, que vai definir os rumos de algumas empresas que tem seus funcionários, linhas de produtos, metas, e claro, consumidores e fãs, seja difundindo não através de um comunicado minimamente oficial, mas sim através de uma série desconexa de posts em dois fóruns diferentes, obviamente criando uma onda de rumores e suspeitas que não esta ajudando em nada a imagem da Wizards e a aceitação das mudanças trazidas pela nova licença do D&D.

Tanto é que o Scott Rouse respondeu no fórum da ENWorld (ainda que um pouco tardiamente) que não vai mais se manifestar sobre o assunto até que a GSL esteja totalmente pronta. Ele também tentou esclarecer quais os objetivos da nova licença:

We had simple goals in mind with the license. 1) Support WotC’s core RPG business. 2) Continue the notion set with the OGL that if publishers want to make books that work with D&D (and other WOTC brands) there will be an option for them. 3) Have a license that works for WoTC but keeps our involvement in the license to as minimal as possible 4) Keep the barriers to entry as low as possible. Simple goals but not always simple solutions.

Mas de qualquer forma o estrago já está sendo feito. James Jacobs, editor da Pathfinderescreveu sobre o posicionamento da Paizo caso tenham que escolher sobre dar suporte a nova edição ou continuar com seus projetos para o Pathfinder RPG. Em seu blog Chris Pramas também colocou a dificuldade de escolher entre as bem sucedidas e estabelecidas da Green Ronin, ou pela incerteza de um sistema e licença desconhecidos da 4ª edição.

Como membro de uma editora, essa possível mudança não afeta em muitos nossos planos. Claro, seria legal dar suporte para a 3ª e 4ª edição, com lançamentos duplos para ambos sistemas de regras, mas convenhamos que para nós o foco seria mesmo a nova edição do Dungeons & Dragons. A Secular Games, assim como a EN Publishing e muitas outras, tem como foco quase que exclusivo os produtos de apoio ao D&D. Mas enquanto jogador, essa possibilidade trazida pelo Clark da Necromancer me deixa realmente triste, já que excelentes editoras podem ficar totalmente de fora da nova edição pelo simples fato de terem optado manterem suas linhas já estabelecidas, o que é mais que natural. E no fim das contas eu realmente não vejo como o Mutants & Masterminds ou o Spirit of the Century competem diretamente com a 4ª edição do D&D.

Eu ainda tenho alguma esperança de que nos próximos dias isso tudo não seja reconhecido como uma confusão e má comunicação por parte da WotC e suas editoras parceiras. Por que se os boatos e suspeitas se confirmarem, acho que teremos uma fragmentação muito maior do que a que será causada pelo Pathfinder RPG.

2 Comentários

O que acha? Tem alguma crítica ou sugestão? Só mandar! Deixe um Comentário

  1. valberto disse:

    Parece que alguém na WOTC resolveu criar uma solução para aquela frase “”ocê não precisa mudar imediatamente para nova edição pois ainda vai ter muita gente trabalhando com a antiga”. Não posso deixar de pensar que isso é uma jogada suja e anti-ética. É como se de uma hora para outra eles simplesmente apagassem todos os livros e maravilhosos materiais de 3.X que existem no mundo.

  2. Tipo, se a Jambô fosse lançar um livro para a 4ªEdição isso a proibiria de continuar com sua linha OGL, como M&M e Reinos de Moreania?

    Pelo que vejo, a WotC não vai ver a cor do meu dinheiro.

Comments are now closed for this article.