O momento certo para quem quer começar a jogar D&D Miniatures

Eu cai no vício do D&D Miniatures a pouco mais de um ano. Demorei um pouco para curtir o jogo, e na época o auge dele já tinha passado em BH, mas quando a parada engrenou também não consegui parar mais. Não só pela diversão do jogo em si, mas principalmente por sua comunidade altamente organizada e divertida, que mantêm o jogo vivo sei lá como no Brasil, onde os boosters sequer são encontrados à venda nas lojas especializadas.

Um bom histórico da origem do jogo poder ser encontrado no D3system, na primeira parte de um artigo excelente escrito pelo Sembiano, o cara que organizou o primeiro campeonato nacional de minis por aqui. Aliás estou na espera pela segunda parte até hoje! Mas o lance aqui é fazer algo bem menos profundo, com alguns motivos pelos quais acredito que estes próximos meses são ideais para aqueles que sempre tiveram algum interesse no jogo começarem de vez. Então vamos lá:

O primeiro e mais básico motivo é que o jogo finalmente alcançou uma boa estabilidade depois de meses de especulação e incerteza. A partir do segundo semestre do ano passado, quando rolou o anúncio da nova edição do D&D, e consequentemente do DDM 2.0, comprar peças virou uma roleta russa, já que ninguém sabia direito como e se as miniaturas lançadas para o bom e velho DDM 1.0 seriam atualizadas. Uma mini que na época jogava demais podia subitamente se torna uma droga e servir apenas como um peso de papel bonitinho!

Hoje isso não pega mais. Todas as principais coleções antigas foram atualizadas com novas cartas de regras, e o DDM 2.0 se encontra bem solidificado. As regras estão muito mais parecidas com as da nova edição do D&D, o que é sempre um bônus, afinal são grandes as chances que o cara que se interesse pelo D&D Minis seja um jogador de D&D. E era frustrante explicar que subitamente as regras de moral haviam se tornado mais importantes que qualquer outra coisa!

Mas se o problema era o lançamento das regras do DDM 2.0, então os novatos já podiam começar desde Janeiro, quando saiu o novo manual de regras? Não. O jogo estava uma zona, com infindáveis discussões dos jogadores divididos entre os que apoiavam as regras novas e outros afirmando que ficariam com o DDM antigo. Além disso o metagame mudou uns 50 vezes em 7 meses, nem os jogadores mais freqüentes conseguiam ficar por dentro do que estava jogando bem, e passar algumas semanas fora das mesas de batalha podia se revelar um erro fatal! Isto porque, como qualquer um que siga um jogo colecionável (insira seu card game favorito aqui) sabe, a cada nova coleção algumas das peças (ou cards) que eram boas se tornam ruins devido a uma novidade que a anula, ou o contrário, minis boas podem se tornar eficientes devido a novas possibilidades de sinergia. Dito isso, sintam o drama do ritmo de lançamentos do DDM 2.0 nestes primeiros meses:

Janeiro
Desert of Desolation

Março
Night Below

Abril
Dungeons of Dread

Junho
Unhallowed

Julho
All-Stars
Against the Giants

Cada coleção dessa trazia 60 novas miniaturas, então as coisas mudavam demais! Pra piorar, as coleções que estão marcadas de itálico são antigas, que tiveram apenas suas cartas revisadas, e lançadas primeiro em versão beta – para depois de umas semanas de teste pela comunidade serem corrigidas e oficializadas! Então foi um festival de miniaturas muito boas no lançamento beta, que alguns dias depois se tornaram bem mais fracas (alguém chamou o shadow dragon ai?). Falando assim parece que era uma tortura, mas na verdade eu me diverti muito com o jogo caótico e acompanhando de perto as mudanças. Mas um dia cansa né, e finalmente chegamos à calmaria em Agosto, depois do caos total de Julho, com dois sets lançados (entre eles o aguardadíssimo all-stars) e de quebra um campeonato nacional!

Agora o próximo lançamento é a série Demonweb, que será lançada em um longínquo Novembro. E mesmo depois disso o jogo vai retomar seu ritmo de uma nova coleção a cada três meses, o que garante um mínimo de sanidade aos jogadores! Até Novembro o que nós (e os jogadores novatos) terão às mãos?

Um total de 360 miniaturas, número que ao mesmo tempo não é gigantesco e opressor (quando eu comecei já existiam mais de 700!), e permite uma boa variedade de bandos e estratégias. Outra excelente novidade no DDM 2.0 é que as miniaturas incomuns estão jogando demais! Antes quase todos os bandos tops eram compostos de miniaturas raras, é só ver pelo segundo campeonato nacional, onde os principais competidores vieram de Large Black Dragons (geralmente 3 ou 4) cada um avaliado em aproximadamente R$50, ou de Storm Silverhand e Virtuous Charger, que juntas deviam ficar por modestos $80 reais. Agora o grosso de muitos bandos são as incomuns, tanto é que no nacional desde ano as maiores unanimidades foram a Eternal Blade e Wild Mage, que podem ser facilmente compradas no Brasil por R$5 reais, ou no e-bay por $1 cada uma!

Não é viagem afirmar que com R$ 30 ou 40 pratas você forma um bando bem competitivo, que dependendo do que encontrar pela frente pode até levar um campeonatinho. E isso é ótimo para o crescimento do jogo. Uma coisa é você empolgar de gastar 30 pratas para começar um jogo esquisito, outra é chegar animado a torrar quase 100 pilas!

Enfim o último bom motivo para começar a jogar agora é que a comunidade de jogadores está unida e próspera novamente! O DDM 2.0 veio pra ficar, e mesmo os mais apegados aos testes de mor… err.. DDM 1.0 decidiram mudar para as novas regras, que são bem divertidas. Além disso o principal canal de comunicação dos jogadores brasileiros, o excelente fórum D20 Miniaturas enfrentou um monte de problemas no primeiro semestre, e após uma reformulação geral está mais forte que nunca. O pessoal por lá é extremamente amigável com novatos, e respondem todas as perguntas e dúvidas com uma presteza invejável. É legal também ver os diversos tipos de jogadores por lá – casuais, colecionadores, aqueles que só usam as minis no RPG, e até os caras mais sangue-no-olho e competitivos, organizados em clãs e tal. Aliás, muitos desses malucos dos clãs se enfrentam pelo Vassal, um programa criado para disputar jogos de tabuleiro online e que foi adaptado para o DDM. Não é bonito, mas funciona que é uma beleza!

Se alguém ai tem interesse em começar o primeiro passo é dar um pulo no fórum, garanto que eles vão ser muito mais úteis que eu.  O fórum até já tem uns tópicos focados nos novatos, com links para o donwload do manual de regras,  erratas, cards de estatíticas, e outro explicando o funcionamento do fórum e de suas seções.

Quem sabe a gente não se tromba no Vassal um dia desses?

Comments are closed.