Primeira Promoção Área Cinza: Os Caçadores da Fonte Perdida!

Depois de mais de dois anos de pão duragem e miséria, é hora da primeira promoção do Área Cinza!

Mas esta não é uma promoção normal, para se criar frases esdrúxulas ou sorteios sem sentido. Não senhor, se prepare para embarcar em uma verdadeira busca pelo tesouro da misteriosa fonte perdida!

Como alguns de vocês acompanharam, um longo debate se estendeu por aquipelas terras vermelhas, ao redor das palavras proferidas pelo lorde oráculo. Depois de dias de intensa argumentação que retumbaram nos mais distantes monastérios, o fim se deu como alguns de nós já vimos em outras expedições – com direito a fuga para o bunker e tudo o mais (“Quem quiser conversar mais sobre fontes dados, pode mandar um email com o nome. Flame to fora“). Mas nós, destemidos exploradores, não temos medo das chamas não é mesmo?

Mas antes desta retirada estratégica, os camaradas vermelhos deixaram um enigma que prometia ser a chave da vitória para quem o desvendasse. Ainda tenho em minha mente as palavras enevoadas do lorde – “segundo porque a porpria Wizards, sites, foruns, jah disseram que as coisas nao foram como o esperado”. Não bastassem as palavras do profeta, o senhor da guerra vermelho repetiu a promessa do conhecimento oculto – “a Wizards já tenha dito que a 4a Edição não vendeu o que ela esperava”.

Seria esta informação verdadeira? Os Magos da Costa realmente admitiram o fracasso de sua feitiçaria? O império se tornará cinzas? Movidos pela avareza nossos interlocutores vermelhos preferiram guardar a origem deste mistério a sete chaves (”mas eu me prefiro guardar minhas fontes, porque pesquisar nesse mercado eh dificil”), mas isso não vai nos impedir de desvendar a origem da fonte perdida e encontrar A Verdade™!

Então pegue seu chicote e chapéu e junte-se aos Caçadores da Fonte Perdida!

Essas são as regras de nossa expedição:

Objetivo:

Encontrar a fonte perdida, na qual alguém de dentro da Wizards afirme que a 4ª edição do Dungeons & Dragonsnão vendeu o esperado.

Ei, mas como eu vou saber se encontrei a fonte perdida?

Bom esta é a parte complicada. A fonte perdida nunca foi vista deste lado do continente, então não temos muita certeza de como tal pérola do conhecimento se parece. Mas nossa instituição está interessada em uma fonte que: (a) tenha sido escrita por alguém que ainda seja um funcionário da WotC até a data atual; (b) tenha sido escrita até a data na qual o oráculo tenha proferido o enigma, ou seja 01/04/2009; (c) seja encontrada até o dia 10/04/2009, uma semana após o início das buscas; (d) diga especificamente que a 4ª edição do Dungeons & Dragons “não vendeu o esperado”, embora as variantes “não cumpriu as expectativas”, “foi um fracasso de vendas” ou mesmo a inócua “as coisas não foram como esperado” se qualificam como a lendária fonte perdida. Vale ressaltar aos exploradores mais afoitos, que a fonte perdida não se refere ao D&D Insider ou ao Gleemax, afinal mesmo não tendo medo das chamas, não colocamos a mão no fogo por estes dois!

Prêmio:

Depois de explorar civilizações esquecidas, ruínas misteriosas e selvas mortíferas, o primeiro caçador que encontrar a fonte perdida e entrar em contato com nosso museu, recebera em sua casa 05 (cinco) tomos de RPG publicados por editoras nacionais a sua escolha. Além é claro de saber que achou A Verdade™!

Os livros ainda devem se encontrar a venda em livrarias virtuais, ou seja, não vale escolher livros esgotados. O envio dos tomos que vão enriquecer sua biblioteca é responsabilidade de nossa instituição.

Então mãos à obra!

UPDATE: Dentro do desafio de um pequeno update no Área Cinza a cada 3 dias no mês de Abril, acrescentei hoje na barra da direita os links dos agregadores de blogs, blogs nacionais e da Área RPG. Além do inútil e maravilhoso widget do Last.fm!

Comments are closed.