Scott Rouse e o seminário sobre D&D 4ª edição no GAMA Trade Show

Apesar dos fins de semana serem dias tradicionais de posts inúteis e engraçadinhos, excepcionalmente neste sábado temos algo interessante: alguns dados liberados pelo Scott Rouse, um dos principais responsáveis pelo D&D atualmente, durante um seminário no GAMA Trade Show, feira em Las Vegas focada nos lojistas e revendedores.

Trask do Living Dice fez um mega-resumo ao vivo diretamente do seminário, que por sua vez foi copiado na ENWorld, onde o próprio Rouse retornou para comentar alguns pontos. Como o post do Trask chega a ser telegráfico em alguns momentos, vou compilar as informações dele com o que o Rouse escreveu nos fóruns ok? Primeiro os dados que foram obtidos através de uma pesquisa feita pela Wizards (não é aquela que comentei aqui recentemente!), que segundo o Rouse foi feita em oito países (EUA, Reino Unido, Espanha, Alemanha, Itália, Canada, Australia e França) e que teve, além de um recorde etário, como requisito que os entrevistados fossem jogadores de video-games.

Aided Awareness 89% (brand recognition)

89% D&D

80% WOW

54% have played D&D

94% think D&D is the same or better than other games (WOW, etc)

56% of respondents have high interest in buying D&D products in the next six months

Ok, talvez eu precise de ajuda aqui, mas pelo que entendi dentro do total de entrevistados 89% reconheceu a marca Dungeons & Dragons, enquanto 80% reconheceu World of Warcraft, o que é bem surpreendente se pensarmos no recorde da pesquisa – voltada a jogadores de jogos eletrônicos. Dentre os entrevistados 54%  já jogou D&D (embora não especifique se as versões eletrônicas da marca, como os jogos das séries Baldur’s GateNeverwinter Nights também contem), e 94% acredita que D&D é igual ou melhor que outros jogos – não entendi essa mesmo, sem a pergunta é difícil entender o que esse resultado quer dizer. Finalmente 56% possuí grande interesse em comprar produtos da marca Dungeons & Dragons nos próximos seis meses, provavelmente os jogos eletrônicos contam aqui.

Agora a parte meio confusa com o restante das anotações do Trask:

  • For 2009 will continue to market to existing players and hope to have a halo effect on other new gamers.
  • More organized play, Delve Night, Game Days and Living ForgottenRealms. Delve Night numbers are fading, WOTC wants more stickiness to make players come back.
  • Plans web-based DM/player game “meet-up” page. “Organized Play” rewards for new and veteran DMs. Training videos for new DMs, such as table management tips.

Esses pontos foram bem expandidos pelo Scott Rouse na ENWorld, onde ele apresentou melhor a estratégia de alcançar antigos jogadores de D&D e novatos:

Overall our strategy for 2009 will be to continue to market to the existing D&D fans. Lapsed players, current players of other editions, and fans of the brand who participate in other ways like novels and video games. Our hope is that as D&D becomes a multi-generational brand with players now becoming moms & dads, the next generation starts being recruited with in existing playing families. We also will get some halo effect acquistion through our efforts focused on core fans. In 2010 we’ll start to focus more on pure acquisition on non-players.

We are continuing to invest in expanding our Organized Play efforts including re-tool Delve night, 3 game days this year, and a new DM rewards program.

Estratégia interessante e de longo prazo, bacana a tentativa de reforçar, ou mesmo criar, a tradição de jogar D&D – e conseqüentemente RPG. Quero ver como vai ser a partir de 2010 essa iniciativa de recrutar novos jogadores, quem sabe não rola uma caixa básica decente como a boa e velha da Grow?

Our marketing efforts will focus mostly on core hobby media and less on mass type media. This will include a focus on bloggers, podcasts, core RPG sites, and more “viral” web based media. Print will be minimal with some trade adversting and a few core magazines like KQ and Level Up.

Hah! Garotos espertos esses da Wizards, principalmente lidando com um mercado cujas informações são fornecidas e comentadas muito mais por fontes fragmentadas e dispersas do que grandes canais, revistas e por aí vai.

We really want top counter the perception that D&D is a tactical, combat focused war game. We want to show off the roleplaying potential with the system. I have been told Robin has written an excelennt chapter on storytelling inthe DMG 2 and we hope to demonstrate the RP potential of the system in other ways including a 4e version of Village of Homlet.

Tá ai uma tarefa difícil, contrapor a percepção que o D&D é um jogo tático e baseado no combate, ainda mais depois da 4ª edição… Podiam contratar o Anand, no Brasil é quem melhor faz esse trabalho árduo! Se eles querem mesmo começar a mudar essa percepção, um bom início é lançar produtos que não tenham essa pegada “wargame bombado”, especialmente as aventuras oficiais, que muitas vezes servem de “modelo” para como os designers pensaram o jogo. E convenhamos, depois de uma Keep on the Shadowfell é difícil não encarar a parada como um jogo tático. Ainda assim, chamar o Robin Laws para escrever um capítulo doDungeon Master Guide 2 novamente (ele colaborou com o DMG2 da última edição) é um ótimo começo, o cara é foda, mestre mesmo da narrativa colaborativa. Eu abandono esse blog se o capítulo dele não for no mínimo bom!

Voltando as anotações caóticas do Trask:

  • Three new titles for this year, MM2, PHB2, DMG2. There will be a greater focus on creating new game groups, either through creating new DMs or aid in organizing game groups.
  • Focus on marketing to support the “2″ books. Game days, targeted advertising (primarily online), new D&D website, web strategy and community building are all part of the plan. The Penny-Arcade podcast drove 700k to the D&D website. Marketing will focus on bloggers and podcasters.
  • PHB2 sold out in one week. More in stock on 4-30-09.

É, novamente temos a anti-fonte perdida… Eu que devia ganhar os livros!

  • Monster Manual 2 comes out May 19, 2009. Rust Monster and Frost Giant will be back. Divine Power’s PCs will be available for the next game day.

Quem mais aposta que o Rust Monster vai ser uma versão babona e dócil comparada com aquele terror das armas e armaduras mágicas que era no passado? Gosto de muita coisa dentro dessa lógica de ” frustrar os jogadores não é divertido”, como o fim das jogadas save or die, monstros que drenam níveis e tal. Mas poxa, para que voltar o Rust Monster, um bicho claramente feito pra escrotar os jogadores dentro desse paradigma? Por mim deixava ele descansar junto com toda sua glória das edições passadas…

  • DMG2 contains, traps, hazards and new locations. Robin Laws will have a chapter on storytelling in 4E. They have received feedback that the 4e game is a tactical wargame with limited role-playing.
  • DMG2 game day will have players creating encounters and then playing them the same day in the store.

Bem bacana essa de criar os encontros e jogar no mesmo dia – a construção de encontros é um dos pontos fortes da 4ª edição e deve mesmo ser mais explorado.

  • “Dungeons and Dragons Insider” has doubled subscribers base since January.
  • Overview of existing D&D Insider features. future applications include “Campaign Tools” for monsters, enounters, maps and adventures for DMs.

D&D Insider bombando hein? Embora dobrar possa ser relativo, ainda mais desde Janeiro, com cerca de 3 meses do serviço pago, parece que as coisas estão indo até bem na iniciativa digital, embora novamente, eu não ponha a minha mão no fogo em relação a capacidade da Wizards de decepcionar seus consumidores com produtos digitais.

  • “Eberron Player’s Guide” comes out 6-16-09. “Eberron Campaign Guide” coues out 7-21-09.

Ansioso aqui esperando pelos livros de Eberron, embora meu sentido de arranha tenha apitado depois do que disseram sobre a possibilidade das Dragonmarks serem liberadas para todas as raças

Comments are closed.