O sucesso (ou não) da 4ª edição segundo a Necromancer Games

Depois do post de ontem, com as opiniões sobre a 4ª edição do Dungeons & Dragons do Joseph Goodman, criador da  Goodman Games, é hora de analisarmos um pouco a visão apresentada por Clark Peterson, cabeça da Necromancer Games. Sempre vale a pena relembrar, dentre as editoras que lançam produtos d20 a Necro foi a maior aliada da WotC no lançamento da 4ª edição, sendo a primeira a anunciar produtos para a nova edição, e depois de ver a terrível primeira versão da GSL, anunciar que estava tirando o time de campo, para então finalmente ser uma das principais forçar por trás do movimento de revisão da licença. Enfim, o Clark e sua Necro Games foram atores bem importantes neste pouco mais de 1 ano de nova edição do D&D, e é justamente por isso que seu texto um tanto pessimista sobre o futuro dos lançamentos impressos da editora me chamou a atenção. Então vamos lá!

Hey everyone.

I know its been a long time between updates for a lot of reasons and that can be frustrating. Sorry for that.

I’m still hopeful to do Pathfinder print products and perhaps a key 4E print product or two (a Tome 4E perhaps), but abiliity to product the 4E print stuff is proving to be difficult. Retailers are less than excited about 4E supplemental material. Distributors even less so. Print partners still less excited.

Curioso, este texto entrou no ar no fórum da Necromancer dois dias antes do artigo do Joseph Goodman, onde ele fala que tanto os lojistas como distribuidores não tem nenhum problema com a 4ª edição, pelo contrário. Já aqui nosso brother Clark justifica a dificuldade de lançar produtos impressos para a nova edição justamente porque estes parceiros “não estão excitados” com estes suplementos. Estranho não?

All you know my desire to support 4E and my many plans, some of which are even under way. Right now, the 4E PRINT plans dont look like they are going to happen.

I dont want this to turn into a “yeah Pathfinder, boo 4E” thread. Any such posts will be deleted. This is an update thread, not an edition wars thread.

Other than a key 4E product, such as a Tome 4E, I dont see Necro doing much in the way of print 4E products. That leaves us with the possibility of pdf products. That is not necessarily bad, but it would reflect a shift in our traditional product strategies and will require different analysis on how to go forward.

In large part this situation is due to the delay of an acceptable GSL. Not having one at launch created a huge slowdown of momentum as well as a retailer and distributor gap where distributors didnt have 3Ps plugged in to the product array for 4E. Now, having no 3P track record for 4E they are wary (and probably happy to have some of it go away). Had there been a GSL at launch I think we would have hit a few big products and gotten distributors on board for 3P products for 4E. But that didnt happen. Now I think we have a chasm we just cant cross with anything but a tiny selection of key 4E products, such as a Tome 4E. But that said, even the idea of a Tome 4E has been floated by those who matter and even for a product like that there is less than total enthusiasm.

Agora sim eu acho que o Clark chegou no X da questão: como empresas que vinham mantendo um fluxo contínuo de produtos nos últimos 5 anos podem ficar esperando meses para ver uma licença? Pior, quando ela saí ainda me vem totalmente restritiva e bizarra, mais parecida com uma armadilha jurídica que com uma proposta para a criação de jogos usando regras em comum…  Com esse período longo de espera criou-se um abismo, um furo na linha de lançamento dos títulos, e só agora o mercado de produtos de outras editoras compatíveis com a 4ª edição deveria estar esquentando, já que a nova GSL saiu apenas em Março, ou seja pouco mais de três meses atrás!

Aliás, agora caiu a ficha no lerdo que vos fala – talvez a rejeição dos distribuidores e lojistas não seja em relação a 4ª edição, o que seria bem idiota mesmo, mas aos produtos das outras editoras usando as regras da 4ª edição, que estão saindo com um atraso monstro por causa da novela da GSL. Esses produtos sim podem não ser tão lucrativos para lojistas e distribuidores, e então tanto os testemunhos do Clark como do Joseph podem coexistir (ao menos parcialmente) em um mesmo universo. Pra mim parece uma boa teoria…

All that said, we are exploring pdf and print on demand options.

It would be fair to say that I am frustrated by the path 4E and 3P support for 4E has taken and that we, essentially, had the ability taken from us to support 4E by the mishandling of the GSL. I say that while at the same time applauding Scott Rouse’s tireless fight to get the GSL revised–which he did and did well. I just wish there were more people at Wizards who “got it” like Scott did and were on board. Its really too bad. 3E was truly a golden age of D&D, a revival of all that was great from the early years of the game. Its too bad that same feeling and fervor couldnt happen for 4E. Maybe I was naive to ever think it could, but I did think that.

All this means is likely no big 4E print products (maybe one or two at most) and perhaps only a few Pathfinder print products. We are still in contact with Paizo and have a good relationship there. We still have great connections for online and print on demand products and are working with OBS to achieve those things. Its just that our hoped for print lineup will likely not happen.

I know this means more waiting for all of you and I am sorry for that.

I hesitated to post this because some will say “Necro is folding.” Thats not the case at all. We are just being forced by external factors to shift our product plans. I felt all of you were owed an update and an explanation about that.

Clark

Bom eu concordo com o Clark que ele pode ter sido ingênuo neste lance da GSL da nova edição, afinal em um primeiro momento todos nós fomos, ao acharmos que o básico da antiga OGL seria mantido. Mas o “erro” (que nem pode ser chamado assim) do nosso amigo foi continuar apostando o grosso de suas fichas na GSL revisada, e por isso mesmo se deu o mega esforço da Necromancer Games em sensibilizar a WotC de que o modelo vigente era inviável. E nesse ponto eu acho que ele deveria ter deixado o barco afundar sozinho, tal qual fez a Green Ronin, e preparar seu bote salva-vidas. Porque como ele mesmo indica, o objetivo claro da nova GSL não é o de reviver a “Era de Ouro do d20″, mas de limitar a publicação por outras editoras para um tipo muito específico de produto, com regras muito estritas de uso e modificação de material oficial. Até porque como ficou claro durante a luta da revisão, o Scott Rouse podia ser em parte responsável pela GSL, mas haviam figuras muito maiores por trás dele que opinavam de maneira muito forte sobre o tanto que ela deveria ser aberta para determinados tipos de lançamentos.

E mesmo com toda essa explicação eu ainda estou meio perplexo em ler essas coisas direto do cara mais atuante na luta por um GSL decente – embora eu aprecie muito o trabalho do Clark e da Necro de forma geral, acho que ele até deve ter visto esse abismo dos lançamentos a uns quilômetros de distância, mas ainda assim acreditado no potencial de seus produtos pra pular por cima do obstáculo. E bem, não parece que deu muito certo. Agora é esperar pelo Pathfinder e ver como a editora se sai com seus produtos da 4ª edição principalmente em PDF…

Comments are closed.