Back in black!

É isso aí, depois de mais de 15 dias de viagem e descanso  do Área Cinza estou de volta, bem em tempo para a cobertura da Gen Con que começa dia 13 de Agosto, depois de amanhã. Então na próxima semana podem esperar vários posts por aqui provavelmente mais que um por dia à medida que as novidades e discussões da maior convenção de jogos do mundo comecem a vazar pelos tubos da internet.

Nesse meio tempo que estive fora o Giltônio fez seu dever de casa e mandou o divertido artigo sobre o Metal RPG, que gerou uma discussão bem interessante. Já o Garrell, como previsto, ficou só na falação e não escreveu nada… De qualquer forma eles ainda têm o login do AC, e quando quiserem possuem total liberdade e autonomia para escrever por aqui.

Além do post do Giltônio, rolaram dois artigos da mega-série Curva de Desenvolvimento, sempre nas quinta-feiras:  Geografia em tempos de fantasia, escrito pelo Garrell (mas em 2002, então não conta!), e o bacanudoQuestões de tempo do Giltônio. Nesta quinta, independente da provável overdose de notícias da Gen Con, entra meu primeiro artigo na série, sobre o tamanho das massas de terra e seus efeitos no cenário.

E enquanto eu curtia as maravilhosas praias de Maragogi em Alagoas no dia 1° de Agosto, o pessoal doD3system, em especial o Antônio “Pop” SáJohnny Menezes, deram uma mega força e fizeram o Ranking Cinza de Julho, excepcionalmente desta vez no D3system. Ficou muito bom, e recomendo uma neste que foi o melhor mês para os sites de RPG desde o início das medições através do Alexa. Valeu mesmo caras!

E falando de D3system, neste período de férias rolou também o podcast D3cast v2.0 sobre a RPGCon. A gravação ficou enorme e teve que ser dividida em três partes: a primeira com o pessoal do D3system fazendo uma análise do evento e comentado algumas questões dos bastidores; a segunda com o Nitro, com seu relato do evento e uma bacana discussão sobre a cena do RPG em Belo Horizonte, onde por coincidência eu também moro; e finalmente a última parte comigo falando sobre as duas palestras que dei no evento, sobre o mercado de RPG em PDF e mais um monte de asneiras. No dia da gravação eu já tinha tomado umas cervejas com o pessoal enquanto fazíamos os últimos acertos da viagem, o que pode ser percebido pela repetição de palavras, geralmente  conjugadas de maneira errada, sss puxados e enxurrada de palavrões – aliás o D3 é outro que não consegue falar três frases sem falar um foda/fodido/foda-se no meio. Definitivamente é dos meus. O podcastvale a pena tanto para quem não foi no evento sacar quais foram seus pontos fortes e escorregadas, como para quem foi se inteirar dos bastidores e de algo que tenha eventualmente perdido. Para meus amigos ainda rola o bônus de sentir vergonha alheia de mim!

É bom estar de volta.

Comments are closed.