Monster Slayers: The Heroes of Hesiod – D&D para crianças!

Volta e meia a Wizards of the Coast consegue fazer algo bacana e surpreendente, que pega todo mundo de surpresa justamente por ir em um sentido diferente do que a editora vinha seguindo. Ontem a WotC mandou mais uma destas boas surpresas, e quando eu achava que as iniciativas da empresa para atrair um público novo se limitariam ao suporte a eventos como o D&D Game Day e na futura linha D&D Essentials (a qual eu tenho minhas críticas), me pegaram de surpresa colocando para download no site da editora a micro aventura Monster Slayers: The Heroes of Hesiod, que vem com um sistema absurdamente simplificado do D&D 4ª edição, voltado para os pais e professores que desejam apresentar o RPG a crianças à partir de 6 anos.

Monster Slayers: The Heroes of Hesiod vem com 5 personagens prontos e os 4 monstros presentes na aventura (com direito a dragão vermelho e beholder!), e o sistema de regras é o mais simples possível, com jogadas de ataque pré-calculadas, dano fixo, e alguns poderes especiais de cada personagem, que apesar de bem simplificadas tem toda aquela pegada da 4e do D&D – quando o bárbaro é atingido por um monstro pode imediatamente empurrá-lo até 2 quadrados de distância, ou seja, o combate tático e focado na movimentação continua ali e deve fazer a diversão dos moleques mais espertos. Ah, e adorei a sugestão (ou regra opcional?) de usar doces para medir os pontos de vida dos monstros, e à medida que os bichos vão levando pancadas as crianças devoram as barrinhas : )

Achei uma idéia excelente, que tem uma pegada foda, simples, gratuito e focado em um público que tem grana, interesse e poucas opções – não, não são as crianças de 6 anos, mas os pais que jogam RPG e querem começar a apresentar o hobby a seus filhos.  Depois de algumas aventuras destas para pular para um D&D Essentials, ou mesmo para um DungeonQuest, ou RPGQuest da vida deve ficar bem mais fácil!

15 Comentários

O que acha? Tem alguma crítica ou sugestão? Só mandar! Deixe um Comentário

  1. Tek disse:

    Não consegui acessar o site ainda para ver, mas pelo teu artigo pareceu bem legal. Quem sabe a WotC queira "crescer" junto com essa geração e estar presente desde o início da vida social deles.

  2. Tio Lipe disse:

    Olá!
    Oho, olha só a empresa do D&D fazendo caridade! Uhauhauahau… Brincadeiras a parte, nunca tinha ouvido falar desta aventura e achei a idéia BEM interessante.

    Até and Bye…

  3. cesar/kimble disse:

    Essa aventura está rendendo. Eles conseguiram vários elogios de blogueiros famosinhos lá fora por causa dessa. Não duvido que (considerando como eles andam atentos as respostas aos artigos) eles façam dessas mini-aventuras pra crianças.

    • Rocha disse: (Author)

      Tomara que façam mais algumas mesmo, achei divertido de ler e a arte tá muito engraçadinha. Mas o meu interesse mesmo é o D&D Essentials que supostamente vai ser a nova caixa vermelha…

  4. Talude disse:

    Tibiitinho

  5. Nossa! Ficou estranho esse lance de três colunas, a matéria/notícia fica apertada, não seria melhor só duas colunas não? Isso tudo é só pra deixar a parte de comentários mais visível?

    Agora comentando sobre o texto, esse monstrinho parece com aquele tubarão terrestre, o Bulette, mas esse aí tá tão miguxo que poderia virar um animal de estimação, ficou muito legal. Já usei-o muitas vezes quando os jogadores começavam a zuar muito dentro de cavernas…

    • Rocha disse: (Author)

      Ei Cristiano, qual o tamanho do seu monitor? Aqui as três colunas ficaram ótimas, mas acho que depende muito do tamanho do monitor.

      • Meu monitor LCD é Wide, é de 21,5", uso a resolução 1920 x 1080, mas este é o que uso em casa, no trampo é de 20", e uso a resolução 1280 x 1024 e fica estranho, tudo grudunhado, testa então em 1024 x 768, fica horrível!!!
        Chega a dar barra de rolagem horizontal! E infelizmente essa ainda é a resolução da maioria das pessoas, pelo menos no meu site.

    • Vinicius Zoio disse:

      É um Bulette mesmo! ^^

      Tá bacaninha a aventura! ^^

  6. Faelar disse:

    o material é muito legal para rpg com crianças realmente, e as regras podem ir sendo modificadas e ficar mais detalhadas conforme idade dos jogadores

  7. Shido disse:

    Ih, mais um evento que me deixa realmente desesperançoso em relação ao futuro — que parece que jamais vai chegar; vamos, ao contrário, retroceder.

    Bela forma de envenenar uma nova geração com toda a coisa de "RPG = matar monstro."

  8. Duvido que dê pra fazer algo diferente disso, e eu e a maioria dos meus amigos começamos cedo a jogar, ainda crianças, e majoritariamente matávamos monstros e hoje em dia ninguém suporta jogos com pouca interpretação. Isso depende mais do gosto das pessoas e do mestre que elas tivera, conheço jogadores que só jogaram toda vida com um mestre que não sabia fazer jogo mais cabeça, era Tarrasque atrás da moita pra cima e quando foram jogar comigo não se sentiam a vontade em tentar interpretar seus personagens, falavam assim: "Meu bardo vai perguntar para o taverneiro se ele pode tocar uma música pra tirar uns trocados."
    Ele simplesmente poderia tentar conversar com o taverneiro vestindo a camisa do personagem, mas não, então tive muito trabalho para tirar essas manias deles, mas foi boa parte culpa do mestre, mas a maioria deles não consegue mudar o jeito de jogar, só quer Hack & Slash.

  9. Tiago Marinho disse:

    Eu vou adotar o esquema de comer doces de pontos de vida como regra oficial em todos os meus jogos! Fantástica!!

Trackbacks for this post

  1. Versão de D&D para crianças tem ótima recepção « Ponei Riders Blog
  2. Monster Slayers: The Heroes of Hesiod – D&D para crianças! « RPG do Tio Lipe "Cavaleiros"

Comments are now closed for this article.