Dungeon World – Bem vindos a Dis! [Parte 1]

Depois de um longo hiato finalmente uma nova atualização por aqui!

E o que melhor para marcar este retorno do que o início de uma nova campanha de Dungeon World, nosso lançamento de 2013 da Secular?

Diferente das minhas campanhas e aventuras anteriores de Dungeon World, desta vez escolhi um cenário relativamente definido, com uma cosmologia (ou ao menos um rascunho!), características e movimentos próprios, coisas que em um jogo convencional de DW geralmente surgem de maneira orgânica, a medida que as sessões de jogo acontecem. O motivo desta escolha se deu pela minha paixão repentina pelo suplemento Dark Heart of the Dreamer, uma das recompensas da campanha de financiamento coletivo do Dungeon World gringo.

Dark Heart of the Dreamer é um suplemento modular que possui fortíssimas inspirações de Planescape (além de Eberron, Freeport e outras referências) e apresenta Dis, uma cidade viva e em constante expansão que devora e absorve todos os planos que toca. Ou seja, é um suplemento planar, já que oferece a possibilidade de viagens entre os planos ou da exploração daqueles que foram incorporados aos distritos de Dis, mas também tem uma pegada antropológica e culturalista muito esperta, que desloca bastante o jogo daquela coisa pasteurizada e monocultural da fantasia medieval clássica. Falarei mais sobre isso no futuro… Agora vamos voltar ao jogo em si!

Nessa pegada bizarra multiplanar e multiculturalista começamos a criação de personagens! Graças a constante expansão de Dis e incorporação de outros planos, os personagens dos jogadores podem ter as origens mais malucas e inusitadas, e foi justamente isso que tivemos como resultado após uma hora e meia de criação coletiva:

  • Oskara●Toraga (Rodo): Uma deusa anã do conhecimento abandonada por seus seguidores, que agora vaga com seu corpo de pedra por Dis como uma clériga de si mesma e busca retomar seus status e angariar novos seguidores.
  • Ammis (Bone): Um guerreiro medusa que fugiu de seu plano para escapar das tradições de seu povo e do dever de ser o guardião da Lança da Perdição.
  • Spelatrix (Kobold): Anj@ paladin@ que perdeu a memória ao chegar na cidade, e que após um início difícil na cidade decidiu fundar a Ordem dos Desamparados, com o objetivo de apoiar refugiados de outros planos recém chegados em Dis.
  • Loshe, O Cronista (Jão):  Um bardo elfo imortal (e semi mumificado!) que decidiu registrar toda a história de Dis, a cidade viva devoradora de planos!

Como devem ter percebido, os personagens possuem raças e origens que não estão presentes no livro básico do Dungeon World. Como o Dark Heart of the Dreamer em seu formatinho A6 e apenas 32 páginas dá conta da possibilidade infinita de misturas de origens e raças de incontáveis planos? De uma maneira muito simples e elegante: ele pede que os jogadores substituam o movimento racial do livro básico por três movimentos de um ou mais monstros do DW, o que dá uma maleabilidade monstruosa (com o perdão do trocadilho!) aos personagens!

Logo de cara todos os personagens pegaram o gancho da Ordem dos Desamparados criada por Spelatrix, e  se filiaram de uma maneira ou outra a sua empreitada. Os vínculos ficaram super interessantes (como sempre envolvendo segredos e confusões prévias), e se alguém quiser posso postar por aqui também. Uma outra sacada genial do Dark Heart of the Dreamer é que os personagens já começam retornando de um trabalho, uma missão que pode ter dado certo ou não tanto. O livro conta com uma tabelinha linda, na qual são escolhidos aleatoriamente o patrono, o tipo de trabalho e onde ele deve ser feito (que vai até de um distrito próximo até um plano distante!). Nosso exótico grupo começou com um trabalho que envolvia obter para a Biblioteca Central um livro, o Tomo da Memórias, que pertencia a um culto de magos que controlam o tempo em um distrito próximo de Dis. Com essa missão bem sucedida (e algumas moedas de prata extra, além de novos inimigos!), o grupo já estava em ponto de bala para a próxima sessão.

E assim fechamos a criação de personagens! Essa semana teremos uma nova sessão, e nos próximos dias colocarei aqui que missões insanas esperam estes personagens!

4 Comentários

O que acha? Tem alguma crítica ou sugestão? Só mandar! Deixe um Comentário

  1. Kobold disse:

    esse jogo de DW está especialmente foda…. =)

  2. Anderson Faleiro disse:

    muitíssimo bom o/ me deixou curioso demais o/ a pergunta agora é, espero traduzirem ou compro o gringo mesmo? rs

    • Rocha disse: (Author)

      Vamos lançar o Dark Heart of the Dreamer Anderson, mas realmente não sei dizer quando. Então se a fissura estiver grande pode ir no gringo! :)

  3. leandropug disse:

    Cara, incrível saber desse suplemento, vendo como ele funciona com DW só posso dizer que babei e me enchi de nostalgia lembrando das minha campanhas de Planescape.

    Sem dúvida espero poder ver os vínculos postados, é a melhor parte geralmente rs e espero saber mais detalhes de como foi a campanha.

Comments are now closed for this article.